Mochilão 2017 – Começando a aventura! Curtindo La Paz/BOL por 2 dias

What’s up guuuuys?! Beleza? Estamos voltando com um novo roteiro e novos lugares para deixar dicas! Esse ano (2017) fizemos mais um mochilão, graças a Deus, e essa foi uma viagem de aventura e superação!!!IMG_20171012_092806241Tudo começou ainda ano passado, depois que voltamos da Patagônia, aquele clima de viagem não saiu do pensamento! Aquela foi uma viagem animal, com paisagens incríveis, mas mais tranquila, com menos cidades pelo caminho, mais tempo de curtir cada cantinho e tals.. Então o Jeff pensou em nesse ano, conhecer a parte norte da América Latina e fazer uns passeios mais de aventura!IMG_20171011_224539247.jpgSeguindo um caminho de “subida”, iniciamos a viagem por La Paz, na Bolívia (passamos por Santa Cruz de La Sierra, mas nem saímos do aeroporto). Este não era um destino que a Thaísa queria muito conhecer, não chamava atenção! Mas o Jeff queria muito passar por lá, além de fazer o passeio de bike, o Downhill pela Estrada da Morte, que é muito famoso! Depois de muito convencimento, deu tudo certo e preparamos nossa viagem.

Foram 32 dias passeando por Bolívia, Peru, Equador, Colômbia e Panamá. Como tem muito lugar para se conhecer, decidimos ir nos mais básicos, principalmente nas capitais.

Para La Paz, separamos 2 dias completos, tirando chegada e saída.

Dia 1 – Voando para Bolívia

Nós saímos de Brasília à noite e pernoitamos em São Paulo. No dia seguinte voamos para Santa Cruz de La Sierra e depois finalmente até La Paz. Em São Paulo, ficamos no hotel Sleep Inn Guarulhos, que fica próximo do aeroporto de Garulhos e achamos excelente para uma boa noite de sono e café da manhã. Como saímos bem cedo, não pegamos o café! Ainda bem que deu para passar na sala VIP da Gol hehehehIMG_20171012_140354872.jpgNeste mesmo dia chegamos na capital boliviana, no final da tarde. O vôo foi tranquilo, tudo dentro do esperado! Voamos com a empresa Boliviana BoA!

Chegando no aeroporto, pegamos nossos mochilões e partimos para a cidade. Digo isto, pois o aeroporto não fica em Laz Paz em si, fica numa outra cidade próxima. Mas é coisa de 30min a 50min, dependendo do trânsito.IMG_20171012_152921175Para La Paz, ficamos no hostel Sol Andino Hostal, um local simples, mas bem localizado, próximo de comércios, restaurantes e agências de turismo. Com certeza tem local mais arrumadinho, mas para nós foi o suficiente. Logo na frente do hostel, conseguimos fechar os passeios com uma agência de turismo, com uma moça que não lembramos o nome, mas que nos atendeu muito bem e nos ajudou em tudo que foi necessário! Foram muito atenciosos! Não lembramos o nome da agência também kkkkkk mas fica literalmente em frente o hostel. A acomodação também oferece passeios, mas não curtimos muito o atendimento e o jeito do pessoal =/

Para os 2 dias, fechamos o Downhill pela Estrada da Morte e passeio pelo Valle de La Luna, com subida ao Cerro Chalcataya. Lógico que existem muitos outros passeios bacanas e que pode-se ficar mais tempo conhecendo a capital boliviana e sua cultura!IMG_20171012_140621597Nesse dia nós experimentamos uma pizza e estava boa! Era num local simples, mas arrumadinho bem próximo do hostel.img_20171012_190930418.jpg

Dia 2 – Downhill Estrada da Morte

Bem, esse dia já começou puxado! O pessoal da agência nos buscou por entre 06:30 e 07h. Então, acordar cedo, arrumar as coisas e colocar roupa de frio, pois faz muito frio na altitude, ainda mais nesse horário.IMG_6026IMG_20171013_080845824-EFFECTSDo hostel, buscamos mais algumas poucas pessoas e partimos para a estrada. Por volta de 08:30h paramos para tomar um café da manhã incluso no passeio e preparar as bikes e equipamentos básicos para o passeio. Café contava com pão, manteiga, geleia, chá de coca e café solúvel.

Esse passeio funciona assim: É uma descida (praticamente o tempo todo) de bike, com 64km de distância, que se inicia a 4200m de altitude e termina a 1500m de altitude.

p1440972.jpg

Começamos numa estrada asfaltada, junto com os carros mesmo, e seguimos até uma estrada de terra e muitas pedras de todos os tamanhos, a conhecida estrada da morte, onde de um lado é um paredão gigante e do outro lado desfiladeiros onde não se enxerga o fundo.img_60541.jpg

A velocidade chega a até 70km/h, dependendo da coragem do ciclista! Ao contratar o passeio, escolhe-se o tipo de bike, tem mais básicas, medianas e outras mais profissionais. Claro que o preço aumento de acordo com a classificação!IMG_20171013_111734212Foi muito emocionante e gratificante fazer esse passeio. A Thaísa ficou meio receosa e preferiu ir na van que nos acompanhava a todo momento, enquanto o Jeff meteu brasa na bike e desceu com gosto!!!IMG_6096-EFFECTSSão dadas várias instruções e as bikes são testadas antes do início do passeio. Depois é só ir descendo, aproveitando o frio lascado, a estrada e as paisagens muito lindas pelas que se passa. Recomendamos demais esse passeio, é muito tranquilo, até porque vai cada um no seu tempo, curtindo todo o esquema! Claro que existem riscos, como em tudo na vida, então a cautela se faz necessária, pois já houveram casos de acidentes sérios com morte. No grupo que eu estava, houve uma queda, onde uma moça machucou o pulso e não pode continuar na bike, prosseguindo na van.IMG_6158A paisagem muda a todo momento, começando com algo mais marrom, com vegetação baixa e vai mudando até chegar a uma floresta mesmo.

No final da trilha, paramos em um barzinho para quem quiser tomar uma água, refri e etc. Dalí, logo partimos para um restaurante, com almoço incluso e que conta com piscina, banheiros e tudo mais.P1450038Ficamos ali uma hora e pouco relaxando e comendo. Tomei um banho maroto, claro! Teve pessoal que ficou na piscina e tals.. Afinal agora já estávamos cansados, suados e num calor danado, devido a baixa altitude!IMG_20171013_145003441No fim da tarde voltamos de van para a cidade de La Paz e descemos no escritório da empresa contratada. No passeio, além de café da manhã, almoço e lanche, também estava incluso fotos, vídeos e uma camiseta! Fizemos esse passeio com a Xtreme DownHill! Foi show!!!

À noite, fomos comer uma massa, para repor as energias e nos prepararmos para a subida à Montanha Chalcataya! Foi sinistro!

img_20171013_194516676.jpg

Dia 3 – Valle de la Luna e Cerro Chalcataya

Esse passeio foi bem da hora!!! Chacaltaya é um pico da Cordilheira dos Andes de 5421m de altitude, localizado cerca de 30km da cidade de La Paz e muito próximo a Huayna Potosí, que é um pico nevado enorme que fica acima de 6000m de altitude.

IMG_20171014_130645513.jpg

Começamos falando do Chalcataya, pois iríamos começar o passeio por lá, seguindo depois para o Valle de La Luna, mas devido a fortes chuvas na noite anterior, tivemos que mudar a rota e fazer o valle primeiro. Tinha neve demais na montanha, impossibilitando a chegada ao pico.

Então, começando pelo valle, esse foi uma parte bacana, pois é uma paisagem totalmente diferenciada de tudo que já vimos! Já fomos num vale da lua e existem pelo menos uns 3 ou 4 parques assim no mundo, inclusive aqui no Brasil. Mas esse realmente é bem diferente dos outros, ficamos impressionados.IMG_20171014_100004901.jpgÉ legal também que faz-se trilha no meio do vale e são trilhas não tão pequenas. A guia nos explicou algumas coisas, nos encaminhou para a bilheteria (não estava incluso a entrada), mostrou qual trilha percorrer e nos deixou mais livres para passear. Fizemos esse passeio com mais 6 pessoas,, 2 casais brasileiros e dois poloneses muito gente boa! Ficamos por ali em torno de 1h, caminhando e tirando fotos! O vale fica na própria cidade de La Paz, na zona sul.

IMG_20171014_100958237

Vencida esta etapa, partimos para a montanha. Ela fica fora da cidade. Pegamos estrada asfaltada, de terra e também de pedras. Demoramos umas 2h para chegar até a base da montanha. Essa estrada é bem tensa!HB4116Na parte que começa a subir a montanha, vai fazendo zig zag numa pista muuuuito apertada e com desfiladeiros ao lado!!! É tudo bem alto e dá até enjôo em pessoas mais sensíveis! Quanto mais próximos e mais alto, foi esfriando bastante! A altitude começa a fazer efeito e o chá de coca ajuda a aguentar! Levamos folha e balinha de coca também, para amenizar o soroche.HB4116A aventura começa na estrada e termina a mais de 5200m de altitude, mas para chegar ao pico, deve-se subir ainda uns 200m de caminhada, partindo da base. Tem gente que desiste, por medo, por passar mal ou prefere ficar na boa só contemplando toda a maravilhosa paisagem que já se vê da base. Nós decidimos subir, a Thaísa estava super bem e mandou ver na subida. O Jeff como tinha andado muito de bike, as pernas estavam reclamando hehehe mas seguimos subindo devagar, vencendo a neve, a escorregadia encosta e as pedras quebradas do caminho.HB4116Foi bem pesada a subida, apesar de curta, mas deu tudo certo no final!!! Lá em cima, o vento estava cortante, muito frio mesmo, então não conseguimos permanecer muito tempo no topo. Mas foi uma superação monstra, ainda mais nesse frio e altitude! Ficamos extremamente felizes de contemplar tudo aquilo e ver as enormes montanhas da cordilheira dos andes ao redor!!!IMG_20171014_130802890.jpg

HB4116

IMG_20171014_120654898-PANO.jpgDepois de subir, curtir um pouco e descer com calma, voltamos para van e partimos para La Paz, satisfeitos com nossa superação e com toda a contemplação vivida!HB4116Chegamos no fim de tarde em La Paz, já com fome heheeheh A guia nos deixou numa praça, próximo do hostel. Passamos rapidinho lá, para tomar um banho quente e partimos para um jantar! Nesse dia resolvemos conhecer um pub inglês que havia perto do hostel. Tudo muito arrumado, bom atendimento e a comida maravilhosa! Comemos uma massa e um filé mignon e estava show! Recomendamos total!IMG_20171014_182328070

IMG_20171014_183229595Então foi isso! Não deu muito para conhecer a cidade em si! Ficamos numa área onde muitos turistas ficam, mas é algo bem diferente, com muito comércio de rua, muito movimento e tals… mas só estando lá para entender! Não deu para conhecer as outras partes da cidade, pois ocupamos os 2 dias completos com passeios. Alguns brasileiros que conhecemos nos disseram que tem lugares muito legais pela cidade, nos sobes e desces, como por exemplo o teleférico que muito falam hehe mas vai ficar para uma próxima oportunidade!!!

IMG_20171015_073105266.jpg

Na própria agência dos passeios nós fechamos a passagem para Copacabana, nosso próximo destino na Bolívia! Fica ligado que em breve falaremos sobre como foi conhecer essa cidade e também o famoso Lago Titicaca, o lago navegável mais alto do mundo, sagrado para os Incas, berço desta civilização e que é algo incrível e lindísssimo!!!

Valeu pela paciência de nos ler até aqui e cola mais com a gente aí!

Qualquer coisa, dúvida, elogio… pode comentar ai nos posts ou entrar em contato direto conosco, que faremos o possível para ajudar 😉

Abração =]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: